Cocô de cachorro gera energia elétrica

machineRecentemente, um designer suíço, inventou um máquina que transforma o cocó de cachorro em energia elétrica. O objeto que poderá existir em qualquer casa familiar, pode gerar diariamente a eletricidade capaz, por exemplo, de manter um ventilador ligado ou quem sabe uma geladeira. De acordo com o jovem de Genebra, Izard, os dejetos produzidos por um beagle chega a cerca de 340 gramas por dia e um pastor alemão o dobro disso, o que daria para manter o refrigerador ligado por duas horas.

Achou interessante o artefato do rapaz? Mas ele não é o único no mundo. Cidades como São Francisco nos EUA já utilizam programas de energia renováveis com dejetos de cães, inclusive para alimentar postes em parques. E isso, desde 2006. Na Grã-Bretenhã, a bioenergia também já tem uma ousada e multimilionário ação de uma empresa que atinge todo território urbano. Lá, anualmente, são retiradas cerca de 700 mil toneladas de fezes caninas dos aterros sanitários. Um custo para o país de 72,5 milhões de libra, de acordo com o jornal britânico Daily Mail.

Fontes: Discovery e Exame

Faça um comentário
Gigliola Sena

Gigliola Sena

Jornalista, especialista em marketing educacional e mestranda em educação. Nada a ver com animais nos estudos e tudo a ver na vida. Tem um casal de pastores-alemãs e ama muito essas fofurinhas.